Lolly Baby

Empresa
Blog
Produtos
Onde comprar
Trabalhe Conosco
Contato
Home > Blog > Mordidas - saiba mais sobre esse assunto

Mordidas - saiba mais sobre esse assunto



Mordidas - saiba mais sobre esse assunto

Qual criança nunca voltou mordida da escola? A marca deixada pelos dentes do coleguinha na pele do filho está entre as coisas que mais irritam os pais no início da vida escolar. Acontece que um dia o filho mordido acaba virando o mordedor da história.

E se isso acontecer, não se surpreenda. Morder é uma reação normal durante a primeira fase da infância. As crianças recorrem às dentadas para expressar desejos ou frustrações, pois ainda não sabem muito bem como comunicar seus sentimentos. Morder, puxar e agarrar representam as principais vias de comunicação e de exploração do ambiente para crianças de até 3 anos.

 

Apesar de normal, pais e educadores não podem ignorar esse comportamento.

E como ensinar a criança mordedora a parar de morder? As intervenções que funcionam melhor são as que ensinam a pensar depois de ter agido. Essas intervenções estão de acordo com o processo de desenvolvimento e maturação biológica do cérebro. Ensinar à criança o que pode nessa fase do desenvolvimento é mais eficaz do que tentar explicar o que não pode.

Pais e educadores podem aproveitar essas situações para ensinar a criança a falar e nomear seus sentimentos. Quando ela começar a chorar ou a gritar, pergunte:  ‘Meu filho, você está bravo porque quer o brinquedo, é isso? Então diga: “eu quero o brinquedo”. E assim que seu amigo terminar de brincar será a sua vez. Não precisa gritar nem morder. Diga que nós vamos entender‘.

Os  pais devem servir de exemplo para a criança não usar a mordida como forma de expressão. Eles não devem usar a agressão para educar. Se os pais machucam para mostrar o que querem, a criança fará o mesmo. É importante que os pais apontem a atitude errada dos filhos e mostrem seu descontentamento com segurança e firmeza, impedindo a ação, mas sem agredir fisicamente nem verbalmente ou com gritos.

Se o seu filho é vítima das mordidas, não o ensine a revidar mordendo. É importante que os pais também nomeiem o sentimento de ser mordido ao filho e expliquem o que aconteceu.

Aprender a esperar sua vez, a lidar com limites e frustrações também é parte da educação. A criança que morde pode estar com dificuldade de lidar com esses aspectos e os pais precisam exercitar em casa, ensinando o nome dos sentimentos como medo, raiva, tristeza, dor, para que a criança aprenda a expressar seus sentimentos por palavras e não por mordidas.



PUBLICADO EM: 28/08/2015

Avenida Dr. Sebastião Armelin, 690
Bairro Corte Preto - Capivari - SP
CEP 13360-000
Telefone: (19) 3492-8270 sac@lollybaby.com.br
Área restrita
Login


© 2016 Lolly. Todos os direitos reservados.